• jamrighetto

SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL

Atualizado: 24 de Ago de 2020

“A PROSPERIDADE FAZ AMIGOS, A ADVERSIDADE TESTA-OS” - Publilius Syrus



SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL – (SII) – O Dia-a-Dia do Paciente

O QUE VOCÊ PRECISA SABER?

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é um conjunto de queixas (sintomas) provocadas pelo mau funcionamento do intestino. Os sintomas mais comuns são dor e/ou desconforto abdominal, diarréia e/ou constipação (prisão de ventre).


A SII afeta entre 15% a 20% da população ocidental; nos EUA é a segunda causa mais frequente de falta ao trabalho, perdendo apenas para o resfriado. Portanto, como você pode ver, a SII é uma doença muito comum, e você não esta sozinho nessa.


A SII pode ocorrer em qualquer idade, sendo mais comum entre os 30 e 50 anos. Acomete mais as mulheres do que os homens, e muitas pessoas que apresentam os sintomas da SII não procuram atendimento médico, pois existe uma tendência em acreditar que estes desconfortos são “normais”.


A SII é classificada como uma doença funcional, pois quando o intestino é examinado, não se encontra nenhum sinal de dano ou alteração de sua estrutura.


Geralmente, apresenta-se de forma leve. Em alguns pacientes os sintomas podem alterar as atividades de vida diária, causando insegurança de ir ao trabalho, participar de reuniões sociais ou fazer uma viagem, mesmo que de curta distância.


O controle dos sintomas da SII pode ser alcançado por meio de dietas específicas e do tratamento e do controle do estresse.


OS SINTOMAS DA SII SÃO: DIARRÉIA, CONSTIPAÇÃO OU AMBOS.

O funcionamento do intestino considerado normal varia de pessoa para pessoa, podendo o número de evacuações ser de três vezes ao dia, até três vezes por semanas. As pessoas com SII apresentam cólicas abdominais associadas ao número de evacuações (diarréia) ou à redução deste número (constipação). Algumas pessoas podem ter diarréia em determinados períodos e constipação em outros, alternando os sintomas.


DIARRÉIA: Os pacientes com diarréia têm evacuações frequentes com fezes amolecidas de pequeno ou médio volume que ocorrem durante o dia, principalmente pela manhã ou após as refeições. É comum a sensação de urgência para evacuar, de evacuação incompleta e, ainda, a eliminação de muco com as fezes.


CONSTIPAÇÃO: Quando ocorre, a constipação pode se prolongar por dias e até meses, com períodos de diarréia ou de função intestinal normal. As fezes costumam ser de consistência “dura”, existindo também a sensação de evacuação incompleta e de dor ao evacuar.


OUTROS SINTOMAS: Além de diarréia e constipação, é também comum ocorrer dor e distensão abdominal, eructações (arrotos) frequentes, sensação de azia, náuseas, sensação de empachamento, além de outros sintomas não tão comuns, que podem ocorrer em outros órgãos, como dor de cabeça, irritabilidade e até alterações ao urinar.


QUAIS SÃO AS CAUSAS DA SII?

A SII pode apresentar diferentes causas, entre elas:

FATORES PSICOLÓGICOS – A SII pode estar relacionada a fenômenos psicológicos e alterações de comportamento, tais como: alto grau de ansiedade, variação do humor, tristeza, perfil depressivo e distúrbios do sono.


AUMENTO DA ATIVIDADE DOS MOVIMENTOS INTESTINAIS – Os pacientes com SII apresentam uma resposta exagerada e inadequada dos movimentos intestinais aos estímulos, como ingestão de refeição, tensão psicológica e outros, ocasionando alterações da atividade intestinal evacuatória, que determina o aparecimento de diarréia e constipação.


AUMENTO DA SENSIBILIDADE À DOR – Na SII existe uma sensibilidade exagerada aos estímulos dolorosos na região abdominal, ou seja, um mesmo estímulo que não tem intensidade suficiente para causar dor abdominal em pessoas saudáveis, é capaz de causar dor nos pacientes com SII.


INFECÇÃO INTESTINAL – É possível que infecções intestinais sejam responsáveis pelo aparecimento de SII em algumas pessoas.


COMO A DIETA INTERFERE NA SII?

Normalmente os sintomas da SII acontecem logo após a ingestão de alimentos, sendo que em média 35% a 66% das pessoas que apresentam SII não toleram certos tipos de alimentos.


Para avaliar se isto acontece com você, observe se a ingestão de um determinado alimento provoca diarréia e anote o(s) alimento(s) ingerido(s) e o numero de evacuações durante um período de tempo em que aconteça pelo menos dois episódios de diarréia.


A ingestão de alimentos ricos em gordura causa alterações, aumentando os movimentos do intestino (peristaltismo). Alimentos ricos em frutose (açúcar presente nas frutas) e sorbitol (açúcar presentes em frutas e goma de mascar) provocam aumento de gases.


ALIMENTOS CONTENDO FRUTOSE: frutas (por exemplo, maçã), mel, sorvete, geléia, gelatina, pudim, biscoito e goma de mascar.


ALIMENTOS CONTENDO SORBITOL: Frutas (por exemplo, maçã, pêra, pêssego, ameixa, cereja), algas marinhas, bebidas fermentadas (por exemplo, cidra) e goma de mascar.


Portanto, alimentos ricos em gordura (por exemplo, banha, bacon, maionese e frituras), café (pelo efeito excitante e laxativo), frutas com alto teor de frutose e alimentos que contenham sorbitol não devem fazer parte da alimentação diária ou devem ser consumidos em pequenas quantidades.


O leite pode causar aumento de gases nas pessoas que têm deficiência de lactase (enzima que auxilia a absorção do açúcar do leite – a lactose). Nestes casos pode-se fazer restrição de leite e derivados, como queijo, iogurte, coalhada, manteiga, etc. É encontrado no mercado. Leite com baixo teor de lactose.


Quando o sintoma frequente da SII for a constipação (prisão de ventre), o aumento de fibras vegetais na dieta é benéfico, pois as fibras regulam o intestino e melhoram a constipação. As fibras estão presentes em frutas, legumes, verduras e também em medicamentos específicos.


Para finalizar, se você tem SII, o ideal é fazer várias refeições ao dia, em pequenas quantidades e de baixo teor calórico.


COMO O ESTRESSE ATUA NA SII?

O estresse normalmente provoca alterações no sistema digestivo. Nas pessoas com SII, o intestino é mais sensível, portanto, estas alterações são ainda maiores. Nestes casos, o tratamento psicológico apresenta efeito positivo sobre o comportamento, reduzindo o estresse.


PODEM OS MEDICAMENTOS MELHORAR A SII?

Sim. Existem várias opções de medicamentos para o tratamento da SII e lembre-se: PARA CONTROLAR A SII, É IMPORTANTE SEGUIR SEMPRE A PRESCRIÇÃO E AS ORIENTAÇÕES MÉDICAS!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo